Notícias - OCPIT

Os aprovados na primeira fase deverão comparecer ao Palácio Itaboraí no dia e horário indicados ao lado de seus nomes na tabela para a realização da entrevista, segunda fase do processo seletivo. A entrevista é obrigatória e faz parte do processo seletivo.

Informamos também que os atuais alunos da OCPIT convidam os aprovados para participarem, na terça-feira, dia 19/03, de um momento de integração onde haverá demonstração de cada instrumento. Esta atividade não é obrigatória e irá acontecer de 15h30 às 16h30. 

 
Piero Fagundes Torres, 19 anos, é o mais novo egresso da Orquestra de Câmara do Palácio Itaboraí – OCPIT a ingressar na faculdade de música. Morador do Cascatinha, ele estudava no Colégio Estadual Irmã Cecília Jardim quando, em 2013, assistiu a uma apresentação da Orquestra na escola e, tempos depois, viu informação sobre o processo seletivo da OCPIT  no mural do colégio. “Eu tinha 14 anos e não me interessava pela música clássica, especificamente. Achava careta. Mas tinha um desejo enorme de aprender violão e minha família não tinha condições de pagar para eu fazer aulas. Eu estava procurando um curso gratuito de violão, porque queria ser ator, participar de musicais, e achei que era a hora de aprender música, pois sabia que a música poderia me complementar, como ator”, relembra Piero. “Quando vi a divulgação no mural da escola, achei que poderia ser uma oportunidade e cheguei em casa e pedi apoio aos meus pais, que, em toda minha trajetória, sempre me apoiaram. Tinha receio de não passar, porque eu não sabia nada de música, mas tinha vontade. Fiz uma entrevista pessoal e acho que foi aí que fui selecionado, com base no enorme desejo que tinha de tocar violão”, conta o jovem instrumentista, filho do meio de mãe que trabalha como secretária e o pai como estofador.
 
Piero ingressou na OCPIT em 2014 e conta que a jornada no início foi difícil, pois a Orquestra já tinha jovens que tocavam e ele se sentia perdido e desintegrado. “Mas a Orquestra é muito mais do que a música. É um lugar que se aprende sobre viver em comunidade. Sempre tive apoio para não me desestimular ou desistir, tanto dos coordenadores como dos amigos que fiz lá. E isso foi essencial para eu continuar. Eu ia às aulas, mas corria por fora, pedia ajuda dos professores e estudava muito em casa. Todo meu tempo livre dedicava ao meu violão. E foi dando estes primeiros passos no escuro que consegui avançar e, aos poucos, fui me integrando à Orquestra e descobrindo como a música clássica é interessante”, recorda Piero, com um sorriso genuíno no rosto. “Eu era meio individualista, queria aprender a tocar sozinho e seguir algo que estava na minha cabeça. Mas a Orquestra me ensinou muito mais que música. Me ensinou que temos que nos preocupar com todas as partes, porque se uma não funciona, a Orquestra não funciona. E na vida também é assim. Ali mudei muito minhas concepções. Com toda disciplina, conteúdo e valores, eu amadureci. Eu fui ajudado e também ajudei muitos amigos. Hoje, tendo encerrado meu ciclo, vejo o quanto eu cresci como pessoa e carrego comigo aprendizados da música e da vida”, avalia Piero.
 
A ideia de ser ator foi transformada e Piero quer ser músico, se especializar cada vez mais no violão, cursar a licenciatura e também o bacharelado e depois fazer uma pós graduação. “Eu passo boa parte do meu tempo com o violão e pensei: porque não levar isso como profissão, trabalhar com o que amo fazer? Não é um esforço, é um prazer. Algumas pessoas já tentaram fazer minha cabeça, mas estou certo: eu quero ser músico, intérprete, um violonista, e ir aprendendo até onde meu violão me levar”, afirma, categórico, o jovem instrumentista.
 
Para ingressar na faculdade de música ele precisou se preparar e muito, pois o processo seletivo exige um conhecimento aprofundado e o candidato, além do Exame Nacional do Ensino Médio, o ENEM, precisa passar no Teste de Habilidade Específica, o THE, para o qual ele contou com o apoio dos professores e amigos da Orquestra. “Quando eu vi que outros amigos da Orquestra, que vieram antes de mim, passaram, eu me senti encorajado a também buscar este caminho, e estou muito contente que consegui!”, comemora Piero, que, no próximo mês, dará início aos seus estudos na Universidade Federal de Juiz de Fora – UFJF.

Orquestra de Câmara do Palácio Itaboraí realizará quatro concertos gratuitos em dezembro 

Apresentações serão nos dias 08, 11, 12 e 19 de dezembro.

 

No dia 08, próximo sábado, 19 jovens instrumentistas da Orquestra sobem ao palco do Lago Quitandinha, às 17h, dentro da programação oficial do “Natal É a Gente Que Faz”, promovido pelo sistema Fecomercio/RJ, Sesc/RJ e Senac/RJ.

Já os concertos dos dias 11 e 12 terão lugar no Cineteatro do Museu Imperial, ambas as apresentações às 18h30, com a presença dos 27 integrantes. No repertório estão obras de grandes compositores, como Bach, Beethoven, Schubert, Mozart, Tchaikovsky, Guerra-Peixe, entre outros. 

E para encerrar os concertos de 2018 a Orquestra também vai fazer parte da apresentação dia 20, na Praça Dom Pedro II (Praça da Águia), às 20h do Concerto de Natal do Coral Integração com a participação de Mafalda Minnozzi (estrada franca).

 

Embora as quatro apresentações tenham entrada franca, os concertos que acontecerão no Cineteatro do Museu Imperial estão sujeitos à lotação. Por esta razão,  para estas apresentações dos dias 11 e 12/12, é necessário reservar (máximo de 2 por CPF) o ingresso pelo telefone (24) 2246-1430, pelo email forumitaborai@fiocruz.br ou presencialmente no Palácio Itaboraí, sede do Fórum, localizado à Rua Visconde de Itaboraí, 188 – Valparaíso.

 

Orquestra de Câmara do Palácio Itaboraí realizará concertos no Cineteatro do Museu Imperial nos dias 11 e 12 de dezembro

As apresentações são totalmente gratuitas e as vagas limitadas. Os interessados já podem reservar os convites através dos canais de comunicação do Fórum Itaboraí, listados abaixo.

As apresentações começarão às 18h30 mas recomendamos a chegada com 30 minutos de antecedência para a retira do convite no saguão do Cineteatro.

A apresentação do convite é obrigatória.

 

Programa das apresentações:

*Georg Friedrich Haendel (1685-1759) - Bourré

*Johann Sebastian Bach (1685-1750) - "Gavotte" da Suíte Orquestral n°3

*Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) - Uma Pequena Serenata Noturna - 1°movimento

*Ludwig van Beethoven (1770-1827) - "Marcha Turca" do balé "As Ruínas de Atenas"

*Franz Schubert (1797-1828) - Serenata

*Piotr Ilich Tchaikovsky (1840-1893) - "Cena" do balé "O Lago dos Cisnes"

*Edvard Grieg (1843-1907) - 4°movimento da Suíte "Peer Gynt" n°1

*Claude Debussy (1862-1918) - Prelúdio n°8

* Alexandre Levy (1864-1892) - Reverie

*César Guerra-Peixe (1914-1993) - Mourão

*Antônio Gastão (1962- ) - "Abertura" da Cantata de Rezende

 

Informações sobre os concertos: 

Datas: 11 e 12 de dezembro de 2018 (especificar a data desejada).

Horário: 18h30
Local: Cineteatro Museu Imperial (prédio da Biblioteca do Museu)
Endereço: Bosque do Imperador s/n - Centro - Petrópolis

 

Informações para a reserva do convite:

Reserva limitada a 2 convites por CPF
Período: Até 10/12 ou até a retirada total dos convites
Horário: de segunda a sexta, de 8h às 17h
Local: Palácio Itaboraí
Endereço: Rua Visconde de Itaboraí, 188 - Valparaíso - Petrópolis
Telefone:(24) 2246-1430
Email: forumitaborai@fiocruz.br

 

Para conhecer mais sobre a OCPIT e sobre outros projetos do Fórum Itaboraí, acesse: http://www.forumitaborai.fiocruz.br/ e https://www.facebook.com/forumitaborai/

Jovens músicos da Orquestra de Câmara do Palácio Itaboraí participam de festivais de música no estado do Rio

Stephanie Alves (16 anos) e Piero Fagundes (19 anos), integrantes da Orquestra de Câmara do Palácio Itaboraí – OCPIT, contam como foi participar pela primeira vez de festivais de música no estado do Rio de Janeiro, no final das férias escolares, quando vivenciaram novas oportunidades de aprendizådo e mostraram um pouco de seus trabalhos. 

“Participar do 16o. Festival do Vale do Café, em Vassouras, foi muito construtivo. Desde poder ter aula com o violonista Turíbio Santos, que além de ser um grande músico,  conviveu com Villa-Lobos, maestro e compositor brasileiro de quem vem 90% do meu repertório como intérprete. As orientações vindas do prof. Turíbio agregaram muito mais qualidade ao meu trabalho. Também pude aprender e trocar experiências com outros participantes que tocam o mesmo instrumento que eu e até o mesmo repertório. E, algumas dessas pessoas que conheci, já estão dentro da realidade da universidade, que é onde quero estar no ano que vem. Foi muito bacana!”, conta Piero, que participou deste Festival gratuitamente, depois de passar por um processo seletivo que levava em conta o envolvimento com a música e a participação em projetos sociais. Piero vem se preparando para realizar, no final deste ano, o Teste de Habilidade Específica, o THE, necessário para ingressar no curso superior de música.

Stephanie é violoncelista e estudante do segundo ano do Ensino Médio do Liceu Municipal de Petrópolis. Como Piero, ela também quer seguir na carreira de música, cursando bacharelado, licenciatura e se especializar em musicologia. 

Stephanie e mais outros seis jovens integrantes da Orquestra participaram, também no final de julho último, do 2o. Festival Conexões Musicais da Universidade Federal Fluminense – UFF, em Niterói. “Foi muito bom, porque é um ambiente em que você convive com outras pessoas que também querem a música para a vida delas, além de professores com muita sensibilidade, experiência e muito afeto. A experiência me permitiu  também, saindo um pouco do meu próprio mundo, entender melhor o meu lugar, o nível do trabalho que desenvolvo com a música e como posso melhorar com aquilo que recebi”, conta Stephanie, concluindo que “escolher o violoncelo, tocar este instrumento, foi a melhor decisão que já tomei na minha vida!”

Orquestra de Câmara do Palácio Itaboraí confirma participação na Bauernfest 2018, em Petrópolis.

A Orquestra de Câmara do Palácio Itaboraí fará uma apresentação especial na Bauernfest 2018, em Petrópolis. O concerto, que faz parte da programação oficial do evento, será realizado no domingo, dia 1º de julho, às 12h no Palco Koblenz. A apresentação será totalmente gratuita e aberta ao público. Confira a programação do evento: https://www.bauernfestpetropolis.com