Orquestra de Câmara do Palácio Itaboraí confirma participação na Bauernfest 2018, em Petrópolis.

A Orquestra de Câmara do Palácio Itaboraí fará uma apresentação especial na Bauernfest 2018, em Petrópolis. O concerto, que faz parte da programação oficial do evento, será realizado no domingo, dia 1º de julho, às 12h no Palco Koblenz. A apresentação será totalmente gratuita e aberta ao público. Confira a programação do evento: https://www.bauernfestpetropolis.com

Fórum Itaboraí (Fiocruz/Petrópolis), Prefeitura de Petrópolis e agricultores discutem ações para fortalecimento da agricultura familiar orgânica

O fortalecimento da organização coletiva, a criação de uma cooperativa de processamento de produtos orgânicos e as ações necessárias para o aumento da produção orgânica foram discutidas durante uma reunião técnica de apresentação e discussão do projeto "Fortalecimento da agricultura familiar orgânica”, promovida pela Fiocruz, por meio do Fórum Itaboraí, e pelo Departamento de Agricultura da Secretaria de Desenvolvimento Econômico.

Participaram do evento, realizado em 08 de junho no Palácio Itaboraí, 36 pessoas, entre produtores, representantes da ABIO - Associação de Agricultores Biológicos do Estado do Rio de Janeiro, Embrapa,  MAPA - Ministério da Agricultura, Pecuário e Abastecimento, Sebrae e presidentes de associações.

 “O objetivo foi o de promover o diálogo e a participação de agricultores, militantes e protagonistas da agricultura familiar orgânica de Petrópolis, de forma a agregar contribuições e sugestões na revisão e redefinição das diretrizes estratégicas que nortearão as ações do Projeto ‘Fortalecimento da Agricultura Familiar Orgânica em Petrópolis’”, explicou Daiana de Melo Gomides, integrante da equipe multidisciplinar responsável pelo projeto idealizado pelo Fórum Itaboraí.

Petrópolis conta atualmente com cerca de cem produtores que se dedicam à produção orgânica e a intenção, segundo o Departamento de Agricultura da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, é a de estimular o crescimento da produção para que esse tipo de alimento atenda às demandas de setores como o gastronômico e hoteleiro. “Temos tudo para tornar esse tipo de produção mais uma vocação em Petrópolis. Através desse projeto criado pela Fiocruz, vamos ouvir os produtores e estudar a melhor forma de incentivo para que todas as ações pontuadas no projeto sejam realizadas com sucesso”, disse o secretário de Desenvolvimento Econômico Marcelo Fiorini.

O projeto, criado pela Fiocruz, foi contemplado no Acordo de Cooperação entre a Fiocruz/BNDES e Fiotec para promover a inclusão socioeconômica e o desenvolvimento sustentável de comunidades rurais e urbanas de baixa renda. Todo o programa compreende quatro eixos estruturantes: Organização coletiva /implantação da cooperativa; Implantação da Central de Processamento Mínimo; Canais de Comercialização; e Capacidade Produtiva. Os assuntos nortearam o encontro. Na ocasião, os participantes foram divididos em dois grupos e puderam refletir e apontar os principais desafios e obstáculos, bem como desenvolver propostas de ações e soluções de cada tema proposto. O projeto prevê a criação da Copope - Cooperativa de Produção Orgânica de Petrópolis. A iniciativa contará com o acompanhamento da Prefeitura, Fiocruz, Fiotec, BNDES, Embrapa, UFF - unidade Petrópolis e ABIO.

Segundo o levantamento feito pela Fiocruz, através de um esforço conjunto pode-se agregar valor aos produtos orgânicos produzidos no município e o processamento pode auxiliar nessa questão, inclusive facilitando o atendimento das demandas de diferentes setores.

O encontro, segundo Daiana Gomides, gerou ampla discussão e envolvimento dos participantes. “Diversas propostas de estratégias de ação e desdobramentos foram levantadas e serão consolidadas, avaliadas e aplicadas na perspectiva de uma construção coletiva de um plano de ação. Os próximos passos compreendem a divulgação e apresentação do projeto aos grupos de agricultores orgânicos do município, fazer levantamento dos agricultores interessados em participar da cooperativa, fazer o levantamento de demanda de consumo de produtos orgânicos e elaborar o projeto da Central de Processamento. Depois destas etapas, o projeto será revisado e submetido a nova avaliação pelo BNDES”.

“Essa foi a primeira reunião. Agora, a partir da devolutiva dos produtores, vamos nos organizar para cumprir as próximas ações previstas no cronograma”, explicou o diretor do Departamento de Agricultura da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, José Mauricio Soares.

Futuramente, o projeto prevê o aumento da produção local de alimentos orgânicos em 30% ao ano, com os alimentos processados utilizados nos setores locais como restaurantes e hotéis, além de departamentos da prefeitura. Também está prevista a formalização dos produtores e a certificação para comercialização nacional, além da criação de um observatório permanente de produção e gestão agrícola orgânica.

Também participaram do encontro o secretário de Meio Ambiente, Fred Procópio, o subsecretário de Desenvolvimento Econômico, Dalmir Caetano, e a chefe do Departamento de Urbanismo da Prefeitura, Layla Talin. (texto adaptado da matéria publicada pelo Jornal Diário de Petrópolis)

Exposição “Perspectivas do Livro Acadêmico”

 

O que é um livro acadêmico? O que ele tem que o diferencia de outros livros? E uma editora universitária? Como ela funciona? Essas e outras questões fazem parte do cotidiano da Editora Fiocruz, que resolveu respondê-las de um jeito diferente. Assim, surgiu a exposição “Perspectivas do Livro Acadêmico”, que integra as comemorações dos 25 anos da Editora Fiocruz. Ela foi inaugurada no final de maio, durante a 31ª Reunião Anual da Associação Brasileira das Editoras Universitárias (ABEU), realizada no âmbito do 1º Seminário Brasileiro de Edição Universitária e Acadêmica. A exposição segue em cartaz até julho no Palácio Itaboraí, prédio da Fiocruz na cidade de Petrópolis (RJ). 

A previsão é que, depois do Palácio Itaboraí, outros espaços da Fiocruz recebam a exposição, inclusive unidades de outros estados. O objetivo é não só dar a conhecer o trabalho da Editora Fiocruz, como também incentivar a leitura e valorizar o livro como veículo de comunicação pública da ciência e tecnologia e da saúde. 

A exposição é formada por dois módulos. O primeiro apresenta os elementos fundamentais de uma editora: os livros e as pessoas. Fazem parte desse módulo um quebra-cabeça com as coleções da Editora Fiocruz, um painel interativo que compara os profissionais de uma editora aos músicos de uma orquestra e um vídeo que pontua conquistas e desafios da edição acadêmica. 

O segundo módulo estimula o contato e a experiência dos visitantes com a história e os livros da Editora Fiocruz. Compõem o módulo um painel de e-books, uma linha do tempo com livros cenográficos e vitrines com troféus de prêmios recebidos, além, é claro, de prateleiras com livros clássicos, de papel. Os visitantes podem pegá-los, folheá-los e, caso se interessem pela leitura, levá-los consigo. No final, uma “árvore de livros”, onde todos são convidados a tirar fotos e compartilhá-las por meio das redes sociais na internet. 

“Os conhecimentos contidos nos livros não podem ficar parados nas estantes. Livro é para ser lido, apropriado, partilhado, e servir à produção de novos conhecimentos”, defende o editor executivo da Editora Fiocruz, João Canossa. A exposição foi desenvolvida pela Editora Fiocruz em conjunto com a produtora Folguedo. Contou ainda com as parcerias da VideoSaúde da Fiocruz e da empresa Loja Interativa.

Visitação:

De segunda a sexta-feira, das 9h às 16h30, até julho - Entrada Gratuita

Local: Fórum Itaboraí: Política, Ciência e Cultura na Saúde  

Endereço: Rua Visconde de Itaboraí, 188, Valparaíso, Petrópolis, RJ

Biblioteca Livre do Fórum Itaboraí promove Feira de doação e troca de livros

A Biblioteca Livre do Fórum Itaboraí promoverá uma feira de troca e doações de livros no dia 11 de maio. O evento será gratuito e aberto a todos os públicos. A programação também inclui 2 sessões da peça infantil "Se essa rua fosse minha" que será encenada pelo Grupo Teatral Povo do Cafundó. As vagas para a apresentação teatral são limitadas e devem ser solicitadas com antecedência pelo telefone (24) 2246-1430. O Palácio Itaboraí fica na Rua Visconde de Itaboraí, 188, no Valparaíso em Petrópolis-RJ.

 

Fiocruz publica editais para estágio não obrigatório. Fórum Itaboraí oferece 1 vaga

No dia 09 de abril foi iniciado o período de inscrição para a seleção pública de estágio não obrigatório da Fundação Oswaldo Cruz. A oferta é de 201 vagas, das quais 150 são para unidades do Rio de Janeiro e 51 para regionais. Dentre as vagas do Rio, 137 são para cargos de nível superior e 13 de nível intermediário. O prazo de inscrição termina no dia 23/4.

O Fórum Itaboraí, em Petrópolis, disponibiliza 1 vaga destinada a estudantes que estejam cursando entre os 3º e o 4º períodos das áreas de ciências biológicas, farmácia e biomedicina. As atividades do estagiário/a serão supervisionadas por servidor do quadro da instituição e incluem o apoio ao desenvolvimento de pesquisas científicas com foco nas plantas medicinais e produtos orgânicos. É preciso ter conhecimentos básicos na área de botânica.

A Fiocruz pagará mensalmente uma bolsa estágio de R$ 364,00, para esta vaga, e auxílio transporte, no período máximo de dois anos, enquanto durar o estágio. A carga horária é de 20 horas semanais, na parte da tarde. Além da análise de documentação, conforme edital, o processo seletivo para esta vaga prevê entrevista.

As inscrições são gratuitas, vão até 23 de abril de 2018 e devem ser feitas no site do CIEE www.ciee.org.br, na seção para estudantes, onde pode ser acessado o edital do processo seletivo. O código da vaga é PRE02S. O Fórum Itaboraí fica na Rua Visconde de Itaboraí, 188 – Valparaíso.

 

Biblioteca Livre do Fórum Itaboraí lança campanha de arrecadação de livros infantis

No próximo mês de maio, a nossa Biblioteca Livre do Fórum Itaboraí realizará a 3a. Feira de Troca e Doação de livros infantis. Um evento anual voltado principalmente às crianças que, durante todo um dia, participam de diversas atividades ligadas à leitura. Para tal ocasião, a Biblioteca Livre do Fórum está lançando uma campanha de arrecadação de livros infantis, que podem ser entregues direto no próprio Palácio Itaboraí, localizado na Rua Visconde de Itaboraí, 188, no Valparaíso, em Petrópolis, de segunda à sexta, das 8h30 às 17h. Dependendo da quantidade e havendo impossibilidade da pessoa doadora entregar os livros no ponto de arrecadação, a equipe do Palácio vai buscar. Para tanto, é necessário agendar pelo tel.: (24) 2246-1430.

Algumas dicas para doação dos livros infantis:
- estarem em bom estado, sem rasuras;
- serem de histórias infantis e não livros de colorir;

- aceita-se livros em outras línguas; 

O Fórum Itaboraí tem um programa permanente intitulado Leia, Doe e Compartilhe, que opera a partir de caixas com livros de temáticas variadas e para diferentes faixas etárias, distribuídas pelas instalações do Palácio, das quais livros podem ser levados ou outros, doados, livremente. Por esta razão, doações de livros são bem-vindas o ano todo. Caso haja intenção de doar coleções ou quantidades maiores, procurar a Biblioteca Livre do Fórum Itaboraí. Não são aceitos livros didáticos.

Exposição "Nós do Mundo"

 

Em cartaz de 20 de março a 27 de abril, no Fórum Itaboraí: Política, Ciência e Cultura na Saúde, unidade especial da Fiocruz em Petrópolis, a exposição Nós do Mundo traz à discussão a relação entre os seres humanos e o planeta Terra, com informações sobre cenários contemporâneos e soluções já existentes para o alcance de um mundo mais sustentável.

 

A mostra é uma parceria com o Museu da Vida e reúne painéis ilustrativos, áudio, vídeos e atividades interativas para abordar temas como consumismo exagerado, mudanças climáticas, matrizes energéticas, desigualdades sociais e degradação do meio ambiente. Uma das atrações é um módulo composto por uma série de aparatos, como uma bicicleta que, ao ser pedalada, transforma a energia produzida em energia elétrica; uma casa em miniatura com informações sobre o gasto de energia de aparelhos e eletrodomésticos; e a simulação de um supermercado em que os produtos contenham informações sobre seu custo ambiental. A exposição conta ainda com uma linha do tempo com eventos que marcaram os debates sobre desenvolvimento sustentável no mundo.

 

A visitação é gratuita, de terça a sexta-feira, das 8h30 às 16h30, e, aos sábados, das 9h às 16h. O Palácio Itaboraí fica na Rua Visconde de Itaboraí, 188, no Valparaíso. Grupos podem agendar a visita pelo telefone (24) 2246-1430 ou pelo email forumitaborai@fiocruz.br.

 

Processo Seletivo 2018 da Orquestra de Câmara do Palácio Itaboraí

Sobre a Orquestra de Câmara do Palácio Itaboraí

Em funcionamento desde fevereiro de 2013, a Orquestra de Câmara do Palácio Itaboraí é um Projeto Sócio – Cultural direcionado a jovens estudantes matriculados na rede pública de ensino. O projeto oferece um curso gratuito de música com duração de 4 anos, com aulas teóricas e práticas de 3 disciplinas: aula de instrumento, teoria musical e prática orquestral. As aulas acontecem 3 vezes por semana, sempre no período da tarde. Clique aqui para ver o documentário sobre a Orquestra de Câmara do Palácio Itaboraí, produzido entre 2016 e 2017.

 

Processo Seletivo 2018

Destinado a estudantes matriculados na rede pública de ensino que estejam cursando prioritariamente entre o 7° ano do ensino fundamental e o 1° ano do ensino médio, o processo seletivo de 2018 irá selecionar novos alunos para os seguintes instrumentos: viola, violino, violoncelo, contrabaixo acústico, flauta transversal e clarinete. A seleção ocorrerá em duas etapas: avaliação básica da coordenação rítmica e da prática musical informal, no dia 10/03, e entrevista sócio-motivacional, no dia 17/03, ambas no Palácio Itaboraí. Não será exigido conhecimento prático ou teórico de música.

 

Inscrições

As inscrições estarão abertas de 19 de fevereiro a 08 de março e poderão ser feitas de segunda a sexta-feira, de 08h às 17h, através do telefone (24) 2246-1430 ou na secretaria do Palácio Itaboraí localizado na Rua Visconde de Itaboraí, 188, no Valparaíso em Petrópolis. Não realizaremos inscrições por email.

Para agilizar o processo de inscrição, tenha em mãos as seguintes informações:

1-Nome completo e idade do candidato

2-Endereço

3-Bairro

4-Nome da Instituição de Ensino

5-Escolaridade (ano cursado em 2018)

6-Telefone Fixo

7-Telefone Celular

8-Já sabe tocar algum Instrumento?  Qual?

9- Para qual instrumento deseja se candidatar?

Para candidatos com menos de 18 anos também devem ser informados os seguintes dados:

1-Nome completo do responsável

2-Telefone celular do responsável 

3-Profissão do responsável

 

Clique aqui para fazer o download do material de divulgação.

 

 

Orquestra de Câmara do Palácio Itaboraí tem seu segundo aluno aprovado no vestibular de música da UFRJ

         

          O aluno Renan Perição da Silva, de 25 anos, é o segundo músico da OCPIT a conquistar uma vaga no ensino superior de música, no curso de Licenciatura em Música da Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ.

          Estudante da rede pública de ensino, Renan integrou a segunda turma selecionada pela OCPIT, em 2014, e terminou seu ciclo de 4 anos na orquestra em dezembro de 2017.

          A equipe do Fórum Itaboraí parabeniza Renan pela conquista e deseja boa sorte nessa nova fase.

          Para conhecer mais sobre a Orquestra de Câmara do Palácio Itaboraí acesse forumitaborai.fiocruz.br/ocpit

 

Páginas